Biotecnologia gera empregos através da produção de cerveja artesanal

a

A primeira indústria de cerveja artesanal de Uberaba deve gerar empregos em vários níveis. Segundo o empresário João Graciolli, a ideia é contratar profissionais da cidade para área de produção, processo e, futuramente, para a área de distribuição dos produtos. A Cervejaria TUG deve entrar em operação a partir de abril.

“Ainda é cedo para afirmar quantas vagas serão. Já geramos alguns empregos e haverá mais oportunidades. Por enquanto, estamos na fase final da preparação da fábrica. Foi feito o startup na planta para seguir com seu ciclo produtivo agora e, durante o mês de março, ela vai fazer várias produções”, afirmou.

Com investimentos de R$ 5 milhões e com foco em competir com as melhores marcas de cerveja artesanais do Brasil, a cervejaria produzirá, inicialmente, quatro tipos da bebida (Pilsen, German Pils, English Pale Ale e Weizenbier), atingindo 25 mil litros por mês. De acordo com João Graciolli, até o fim de 2017 já serão 12 tipos de cerveja, sendo dois de envelhecimento em barricas de carvalho. A fábrica tem capacidade para produzir 50 mil litros por mês.

“A fábrica irá fomentar a geração de valor já que é um produto local que vai gerar impostos na comercialização de produtos. Este produto será comercializado para outras regiões – como São Paulo e Rio de Janeiro – levando o nome da cidade junto com a cervejaria. Isso tudo vai acabar gerando mais investimentos para Uberaba”, ressaltou.

Ele explicou que o segmento de cerveja no Brasil está se desenvolvendo muito, crescendo 10% ao ano. “Essas cervejas artesanais, por serem especiais e de alto padrão, tem o objetivo de desenvolver o mercado para que os consumidores possam apreciar essa cerveja de puro malte. É uma cerveja pura, premium”, afirmou.
De acordo com o empresário, a empresa segue modelos sofisticados de cervejarias artesanais de nível mundial, com utilização de ingredientes de alta qualidade, sem adição de estabilizantes ou antioxidantes.

Graciolli contou que os apreciadores poderão degustar e comprar cerveja “direto da fonte”. A bebida será distribuída em garrafas, barris, growlers e outras embalagens especiais. A fábrica fica às margens da BR-050. “Aqui teremos uma pequena choperia, com 60 lugares, aberta depois das 17h. Como diz um ditado da Alemanha, cerveja boa é aquela da qual você pode ver a chaminé da fábrica”, comentou.

Escolha da cidade
O empresário afirmou que Uberaba foi escolhida entre diversos municípios em função da logística, qualidade da água e facilidades nas tratativas junto à Prefeitura.

“Foi feita uma análise de potencial de mercado e a gente identificou Uberaba como uma cidade que tem potencial para receber este investimento. O cenário para este tipo de produto na cidade já é uma crescente. Avaliando as outras empresas de cervejas artesanais que já existem no Triângulo Mineiro, nós entendemos que existia uma capacidade para ser explorada e utilizada porque há uma demanda para estes produtos”, avaliou.
O nome, segundo Graciolli, tem um significado especial “T de Triângulo, U de Uberaba e G de Gerais (Minas). TUG, em inglês, significa força”, acrescentou.

Inauguração e futuro
Já existe um planejamento para a abertura da segunda unidade da Cervejaria TUG. O prefeito, Paulo Piau, também revelou que Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) e os empresários já estão em negociação para a implantação.

“Pensamos longe. Eles vão entregar esta unidade nos próximos dias e a Sedec já está trabalhando para que a segunda unidade também seja implantada. Não perdemos tempo. E mais um detalhe importante: foi justamente a mudança no Plano Diretor que permitiu que esta unidade fosse instalada aqui, às margens da BR 050”, comentou Piau.

Fonte: G1/TV Integração

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *